Casca dura, coração mole

Ele não tem nenhuma capa preta nas costas e nem usa a cueca por cima da calça. Seus óculos são de grau ou de sol e não soltam nenhum raio vermelho. Suas mãos são normais, não soltam garras e teias. Suas costeletas não acompanham seu rosto até a altura do queixo e seu cabelo não é nada armado, é ralo, praticamente calvo e os que sobram ainda são da cor preta. Seus superpoderes são os mesmos que de qualquer outro simples mortal intitulado pai e que não oculta a sua identidade: proibir, ter autoridade, ouvir e dar uma opinião válida ou da boca pra fora, o importante é sempre opinar mesmo com um olhar. Assim como qualquer super-herói, ele nos defende do mal e protagoniza, quase sempre, os melhores momentos. Nos quadrinhos, o primeiro super-herói pode ser O Fantasma, de 1936, mas em minha vida, o primeiro sempre foi e vai ser meu pai.
Anúncios

Um comentário sobre “Casca dura, coração mole

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s